Abril 13, 2024
Ouça a Rádio Arca aqui!

China aniquila igreja como parte de repressão Featured

China aniquila igreja como parte de repressão Cegonha (Foto: Reprodução/Canva)

Governo estabelece repreensão às igrejas que se recusam a se juntar à Igreja Three-Self controlada pelo Estado.

No dia 19 de agosto, como parte da repreensão às igrejas que se recusam a se juntar à Igreja Three-Self (Três-Eu) controlada pelo Estado, autoridades da China aniquilaram oficialmente uma igreja histórica em Xi’an, província de Shaanxi.

Primordialmente, a Igreja Abundance, com cerca de 30 anos, havia sido alvo de um “culto” que supostamente coletava doações ilegais, mas as autoridades a fecharam como uma “organização social ilegal”.

De acordo com Evangelical Focus, o encerramento parecia fazer parte do apelo do presidente chinês Xi Jinping em dezembro de 2021 para ações contra grupos religiosos “não sinalizados” e “ilegais”.

“O plano de Xi Jinping de obrigar todos os cristãos protestantes a se juntarem à Igreja Three-Self controlada pelo governo ou enfrentar a prisão e a ‘liquidação’ de suas igrejas como xie jiao ou grupos religiosos “ilegais” está sendo implementado impiedosamente”, afirmou um grupo defensor dos direitos.

Assim, a Igreja foi ordenada a cessar as atividades ou seus membros e pastores estariam sujeitos à prisão e detenção. O Pastor da igreja, Lian Changnian, e seu filho, pastor Lian Xuliang, foram colocados sob “vigilância residencial em um lugar designado”.

Por fim, a proibição também teve como alvo a Associação Do Evangelho da China, parte da mesma rede de igrejas.

Segundo a lista mundial de observação da Open doors 2022, a China ficou em 17º lugar na lista de observação mundial de 2022 da Open Doors dos países onde é mais difícil ser cristão.

 

Creditos: Gospel Prime

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Quinta, 01 Setembro 2022 21:10