Maio 07, 2021
Ouça a Rádio Arca aqui!

Retrospectiva 2020: líderes evangélicos brasileiros que fizeram a diferença Featured

Retrospectiva 2020: líderes evangélicos brasileiros que fizeram a diferença JB Carvalho, Carlito Paes, Paulo Pereira, Samuel Santos (Foto: Montagem/GP)

Pastores mobilizaram suas igrejas para atuar em meio à crise.

 

Durante uma crise que ficará marcada na história da humanidade, onde muitas perguntas ainda estão sem respostas, alguns líderes evangélicos ganharam notoriedade por se posicionarem de forma relevante, pastores que souberam agir para manter suas igrejas ativas driblando o isolamento imposto por governadores e prefeitos.

Entre os desafios que tiveram de enfrentar, além das incertezas sobre a adoração e a comunhão nos templos, os pastores precisaram lidar com situações econômicas adversas, com famílias sem sustento e pessoas em situação de vulnerabilidade social. Mas a crise não impediu que esses pastores se mobilizassem para encontrar saídas para os desafios.

Isolamento x Distanciamento

Muito se ouviu sobre “isolamento social”, em uma tentativa tresloucada de alguns governadores e prefeitos de seguir uma tese sem comprovação cientifica para impedir a propagação da covid-19. No entanto, diversos líderes rejeitaram a tese de isolamento enquanto respeitaram os decretos, mobilizando ações a distância.

O pastor Carlito Paes, pastor sênior da Igreja da Cidade em São José dos Campos, destacou-se pela forma como lidou com o desafio. Desde 1999 ele lidera a igreja que tem experimentado um crescimento exponencial. Considerado por muitos como um dos líderes evangélicos mais inspiradores do país, Carlito também lidera a Rede de Igrejas da Cidade e a Rede Inspire, além de ter fundado 16 empresas coligadas a IC.

Pela primeira vez em 18 anos, o pastor teve de realizar a famosa Conferência Inspire em formato totalmente online, com palavras de inspiração ministradas por pastores de diversos países do mundo. A Rede Inspire tem como objetivo principal conectar igrejas em todo o Brasil (e fora dele!), buscando potencializar o movimento de igrejas saudáveis. Oferece aos associados recursos, treinamentos, mentorias e consultorias.

Diversas ações foram realizadas pela Igreja da Cidade, sob comando do pastor Carlito, durante todo a crise, incluindo atendimento aos necessitados e formatos de cultos que garantisse a segurança dos membros. A igreja também inovou com um espetáculo musical online totalmente gratuito.

Carlito Paes também destacou-se por se posicionar de forma coerente diante do cenário político do país, tecendo críticas ao governo quando cometeu erros, apesar de orar e apoiar o presidente da República. Quando questionado sobre a postura de um pastor diante da política, é taxativo: “Cada pastor e líder, tem o direito de se posicionar, mas deve conhecer os limites dessa questão. Se souber fazê-lo de forma positiva, trará edificação”.

Motivação e Esperança

 

Enquanto o brasileiro mergulhava em uma crise de incertezas, o bispo JB Carvalho, presidente da Comunidade das Nações no Brasil e nos EUA, usou o poder das mídias digitais para motivar e dar esperanças para a igreja brasileira. Teólogo, professor universitário, jornalista e escritor, JB viu a crise como uma oportunidade de compartilhar a fé e influenciar as decisões espirituais da nação.

Diante da declaração de que a covid-19 se tornava uma pandemia global, JB Carvalho convocou a igreja brasileira para um dia nacional de jejum e oração. O ato foi convocado para o dia 13 de março, pouco antes do agravamento da situação no país e foi fundamental para preparar a igreja para o que estava por vir.

JB Carvalho também participou do chamado “dia da verdade”, um trocadilho com o famoso “dia da mentira”, convocado com o objetivo de unir líderes evangélicos para levantar um clamor pela nação. Diversos outros líderes também se uniram ao projeto e juntos clamaram pelo Brasil.

Em novembro, JB realizou a famosa Conferência Global em formato online, abordando o tema “Visão Perfeita”. Com mais de 40 palestras e ministrações, o evento idealizado pelo bispo tinha como objetivo incentivar os participantes a aproveitarem as oportunidades que surgirão na próxima década.

 

Na cidade Gravataí, no Rio Grande do Sul, o pastor Paulo Roberto Pereira destacou-se pela mobilização da Assembleia de Deus em favor das famílias. A denominação evangélica criou a “Feira Livre”, onde famílias recebem alimentos para ajudar a superar o momento de dificuldade.

Como liderança se faz pelo exemplo, o pastor também visitava casas dos membros da denominação para saber como estava a situação em meio a crise e levar doações. A mobilização alcançou a 30º edição, distribuindo toneladas de alimentos.

A AD Gravataí também realizou o “Festival Social”, oferecendo serviços para a comunidade. A iniciativa foi promovida através do Ministério de Capelania. Entre os serviços oferecidos pela igreja estavam: Assistência Jurídica, Assistência Psicológica, Assistência Psicopedagógica (para pais e alunos), prevenção ao suicídio, aferição de pressão arterial e glicose, corte de cabelo, assistência à família em crise, atendimento às famílias de dependentes químicos, entre outros.

Durante o mês de dezembro, a Assembleia de Deus em Gravataí também realizou uma mobilização chamada “Natal Missionário”, enviando doações para igrejas de cidades vizinhas, onde os recursos financeiros eram menores devido a crise financeira.

Em entrevista ao Gospel Prime, Paulo Roberto Pereira enfatizou que “a Igreja deve ser agente educador de uma nova postura social”. O líder gaúcho chegou a relatar que se preparou com alguma antecedência para a crise, pois havia testemunhado alguns problemas em uma viagem ao exterior.

Mobilização necessária

 

Enquanto o fogo consumia o Pantanal do Mato Grosso, a Igreja Batista Nossa Casa, liderada pelo pastor Samuel Santos, se mobilizava para ajudar os bombeiros, oficiais da marinha e brigadistas que lutavam para controlar as chamas. Mais do que isso, decidiu levar ajuda para as famílias afetadas pelos incêndios.

Samuel Santos levantou voluntários para levar alimentos, produtos de higiene pessoal e outros materiais para ribeirinhos com alimentos. O líder evangélico realizou diversas ações para arrecadar dinheiro a fim de pagar os custos da lavanderia responsável por lavar, passar e embalar as roubas dos agentes que combatiam o fogo na região.

Nas visitas às famílias, a igreja chegou a entregar mais de duas toneladas de alimentos arrecadados por voluntários e que ajudou os afetados pelo fogo.

Fonte: https://www.gospelprime.com.br

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Segunda, 04 Janeiro 2021 19:16

Trending Now

Latest Tweets

RT @_AliadosBrasil: #FicaSalles O Brasil te apoia! https://t.co/QcXYxvLjll
Já assistiu? #tchauquerida o livro de @DepEduardoCunha https://t.co/H1cqFrWy0t
Follow Otávio Guilherme on Twitter

Post Gallery

A Rádio Arca em seu celular 24 horas

Filho de líder ateísta se converte e hoje é pastor

Anjos - a natureza dos anjos

Leitura da Bíblia cresce perto do Natal, indica pesquisa

Visita de Trump a Israel pode ter consequências proféticas

Teólogo pede que cristãos não esqueçam: “A Ressurreição mudou tudo”

Por que Jesus morreu? Conheça quatro teorias sobre a Expiação

Eu Colherei - Remix por DJ Adelson

Erdogan volta a provocar cristãos e mostra sua intenção de ser califa