Abril 13, 2024
Ouça a Rádio Arca aqui!

Ex-muçulmano é impedido de ter água e banheiro por ter se convertido a Jesus Cristo Featured

Ex-muçulmano é impedido de ter água e banheiro por ter se convertido a Jesus Cristo Cegonha (Foto: Reprodução/Canva)

 

Para os teólogos cristãos, a arqueologia está muito, mas muito longe de ser um entrave para a fé cristã. Isso porque, ao contrário do que se imagina, um achado arqueológico, como o da Pedra Moabita, ocorrido em 1968, apenas corrobora para a credibilidade das narrativas do texto bíblico.

Também chamada de “Estela de Messa”, a Pedra de Basalto o Pedra Moabita encontrada na década de 60, contendo inscrições no idioma moabita datadas do ano 840 antes de Cristo, constitui um dos artefatos históricos mais importantes para a compreensão da antiguidade, bem como para a confiabilidade bíblica, cientificamente falando.

Apesar do achado arqueológico ter ocorrido décadas atrás, apenas recentemente os pesquisadores conseguiram decifrar o que está escrito na Pedra Moabita. Segundo informações do Jerusalém Post, o artefato possui relatos sobre o rei Messa, de Moabe, entrando em guerra com Israel.

Trata-se, portanto, de um registro semelhante ao encontrado em 2 Reis, capítulo 3, onde é dito no verso 5, por exemplo, que “Sucedeu, porém, que, morrendo Acabe, o rei dos moabitas se rebelou contra o rei de Israel.”

Naquela época, o rei de Israel era Davi. “E foi, e mandou dizer a Jeosafá, rei de Judá: O rei dos moabitas se rebelou contra mim; irás tu comigo à guerra contra os moabitas”, continua a passagem bíblica, no verso 7 do capítulo citado.

 “Casa de Davi”

Os pesquisadores da Pedra Moabita descobriram ainda que o texto gravado sobre a sua superfície também faz menção à “casa de Davi” e ao “altar de Davi”, sendo muito provavelmente uma referência direta ao antigo rei bíblico escolhido por Deus.

De acordo com a revista Biblical Archaeology Review, os pesquisadores André Lemaire e Jean-Philippe Delorme disseram que a decifração da inscrição sobre o achado arqueológico foi possível graças a um método chamado Reflectance Transformation Imaging (RTI).

Trata-se de um recurso que utiliza inteligência digital e renderização tridimensional para que, por meio de uma projeção em diferentes ângulos, o texto possa ser lido com maior precisão.

Esse achado arqueológico, agora, é mais um dos inúmeros existentes que reforçam cientificamente a confiabilidade nos relatos históricos da Bíblia Sagrada. Para ver outro exemplo, clique neste link 

Creditos: Gospel+

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Quarta, 18 Janeiro 2023 11:48