Abril 13, 2024
Ouça a Rádio Arca aqui!

Assembleia de Deus vai punir líderes que tenham viés esquerdista Featured

Assembleia de Deus vai punir líderes que tenham viés esquerdista Cegonha (Foto: Reprodução/Canva)

Convenção avisou que não será permitido líderes com ideologias contrárias a Bíblia.

Nesta terça-feira (04), a Convenção das Assembleias de Deus em São Paulo, que tem como líder o pastor José Wellington Bezerra da Costa, emitiu uma resolução para disciplinar pastores que “defendam, pratiquem ou apoiem” pautas

associadas pela igreja à esquerda.

De acordo com o Jornal O Globo, a resolução foi aprovada em reunião ordinária da Confradesp – Convenção Fraternal das Assembleias de Deus de São Paulo.

Antes disso, o presidente Jair Bolsonaro (PL), participou de um culto da assembleia geral do Ministério do Belém.

Tal resolução tem o título “Carta convencional do plenário da 49ª Assembleia Geral da Confradesp” e fala em seu conteúdo questões que a igreja se posiciona contrária ao posicionamento de esquerda.

A exemplo disso, citaram as temáticas de aborto, família tradicional, censura à liberdade religiosa e ataques contra o ex-presidente Lula (PT).

“A Assembleia de Deus não admitirá em seus quadros ministros que defendam, pratiquem ou apoiem, por quaisquer meios, ideologias contrárias aos princípios morais e éticos da Confradesp”, diz trecho do documento.

“Os ministros que comprovadamente defenderem pautas de esquerda dentro da cosmovisão marxista serão passíveis de representação perante o Conselho de Ética e Disiciplina”, diz o documento.

Ainda em São Paulo, Bolsonaro esteve presente no templo-sede de outro ramo da Assembleia de Deus, o Ministério de Madureira.

Na ocasião, ele fez um discurso político. Sem citar Lula, Bolsonaro disse sobre “uma pessoa que busca agora uma eleição aqui no Brasil” a regimes ditatoriais na América Latina, e o acusou de ser “inimigo de tudo o que há de bom em nossa pátria”.

Credito: Gospel prime

 

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Quinta, 06 Outubro 2022 14:21